Hipertensão na gestação: Médicos atendem população gratuitamente na campanha Menos Pressão na Mulher

April 24, 2019

 

Serão realizados quatro mutirões de saúde em pontos de grande circulação: em 26 de abril, haverá mutirões da saúde para assistência gratuita aos cidadãos na Estação Barra Funda da CPTM e no Conjunto Nacional, na Avenida Paulista. Já em 17 de maio, as ações serão no Terminal Jabaquara – EMTU e na Estação Santo Amaro- Linha Lilás do Metrô

 

Ação é aberta a todos os cidadãos: mulheres, homens, crianças

 

 

A estrela global Isabela Garcia é a embaixadora oficial da campanha Meça sua Pressão, que em 2019 tem o slogan Menos Pressão nas Mulheres. Um dos principais destaques da novela das 21h, O Sétimo Guardião, no papel de Judith, ela já gravou um vídeo alertando os cidadãos sobre a importância de verificar em todas as consultas a quanta anda a pressão arterial e a manter hábitos saudáveis, como uma dieta equilibrada e a prática de exercícios, para prevenir-se de surpresas desagradáveis. 

 

 

 

 

COMO SERÃO OS MUTIRÕES 

A hipertensão arterial pode atingir as mulheres em qualquer fase da vida, inclusive durante a gestação, sendo a principal causa de morte materna tanto no Brasil quanto no mundo.

Tendo esses fatores em vista, a Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH) realizará, em 26 de abril e 17 de maio, a campanha Meça sua Pressão, que em 2019 recebe o slogan Menos Pressão nas Mulheres. Em 26 de abril, haverá mutirões da saúde para assistência gratuita aos cidadãos na Estação Barra Funda da CPTM e no Conjunto Nacional, na Avenida Paulista. Já em 17 de maio, as ações serão no Terminal Jabaquara – EMTU e na Estação Santo Amaro- Linha Lilás do Metrô.

 

Médicos e demais profissionais da saúde estarão unidos contra a hipertensão. Haverá orientações sobre as melhores formas de prevenção, medição da pressão arterial gratuitamente, apoio psicológico em relação ao enfrentamento da doença, dicas nutricionais para manter a pressão controlada e também aconselhamento sobre a melhor atividade física para controle da pressão.

 

Dr. Luiz Bortolotto, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH) destaca o valor da campanha:

 

“Por falta de conhecimento muitas vezes a hipertensão é negligenciada na mulher. É o principal fator de risco para as doenças cardiovasculares que mais matam as mulheres. E na gravidez, em especial, é a doença que mais causa problemas, podendo inclusive levar a morte se não controlada adequadamente. Então procurar esses mutirões é aconselhável, já que lá serão feitos a medição da pressão e orientações de hábitos de vida para prevenir e controlar melhor a doença. A campanha serve como um alerta para as mulheres em geral, e também para as gestantes terem o conhecimento de sua pressão arterial”.

 

DADOS SOBRE A HIPERTENSÃO

 

Para o andamento tranquilo de uma gravidez, um dos pontos indispensáveis é o pré-natal desde o início da gestação, com um bom controle da pressão arterial. É essencial ainda que a futura mãe receba orientações médicas de quais hábitos saudáveis deve adotar como forma de prevenção para a ocorrência de hipertensão.

 

É importante destacar que a pré-eclâmpsia e a eclâmpsia podem acometer também mães que não eram hipertensas antes da gestação, principalmente mulheres obesas, diabéticas e com antecedentes de hipertensão na família.

 

As complicações da hipertensão na gestação são responsáveis por 15% das mortes maternas no País, algo equivalente a uma morte materna por dia. Estima-se que, em nações desenvolvidas, entre 2% a 8% das gestações sejam impactadas com a doença e suas complicações.

No Brasil, a incidência pode chegar a 10%. O diagnóstico precoce e correto deve ser feito pelo obstetra, e os cuidados necessários para um bom controle da pressão tem de ser iniciados imediatamente. Ao menor sinal de alerta, é indicado o encaminhamento para uma unidade especializada.

 

Uma hipertensão não controlada pode levar a complicações e prejuízos para o feto, como seu desenvolvimento inadequado, levando inclusive o bebê a nascer abaixo do peso ideal e prematuro.

 

Contudo, mesmo diante de todas essas eventuais dificuldades, é possível ter uma gestação sem intercorrências, desde que seguidas as recomendações médicas. Com a pressão da mãe bem controlada, a criança poderá nascer saudável, no tempo certo e sem sequelas.

 

Além dos cuidados durante a gestação, as mulheres que apresentaram pré-eclâmpsia ou eclâmpsia, ou mesmo aquelas já hipertensas desde o início ou antes da gestação, devem receber acompanhamento especial após o nascimento do bebê. Há várias evidências atualmente de que elas têm maior probabilidade de infarto, de acidente vascular cerebral no futuro e até de complicações da hipertensão. Outro detalhe relevante é que os bebês de gestações de mulheres hipertensas também têm maior possibilidade de se tornarem hipertensos.

Please reload

Destaque

Crianças inauguram horta comunitária ao som de Cio da Terra, de Milton Nascimento, ballet e workshop de grafitagem

November 14, 2019

1/10
Please reload

Posts relacionados
Please reload

Arquivo