Comissão Estadual de Negociação apresenta reivindicações às operadoras

May 6, 2016

 

A Comissão Estadual de Negociação - composta pela Associação Paulista de Medicina, Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo e Sindicato dos Médicos de São Paulo, com apoio da Academia de Medicina de São Paulo e das sociedades de especialidades - prossegue as reuniões com as operadoras de planos de saúde para negociar reajustes dos honorários.

 

Nesta semana, o diretor adjunto de Defesa Profissional da APM, Marun David Cury, o assessor médico da diretoria, Marcos Pimenta, e o secretário do Simesp, Otelo Chino Junior, reuniram-se com representantes da Sabesprev, Life Empresarial, Gama, Santa Helena, Cabesp e Porto Seguro.

 

Os encontros serviram para que os médicos apresentassem as principais reivindicações da classe para melhorar a remuneração e as condições de trabalho. A pauta de 2016 – definida em assembleia no início do ano – busca reajuste linear de 20,54% dos honorários de consultas e procedimentos e a divisão destes por porte e estabelecimento de honorários adequados.

 

Além disso, a diretoria de Defesa Profissional defende que o fator de qualidade aplicado seja de 100% para todos os médicos, com bonificações para os que se destaquem; a contratualização conforme a Lei 13.003/14; reajustes baseados em índices cheios; o reforço ao papel das sociedades estaduais de especialidades; e a avaliação de vínculos de trabalho que não concedem reajustes.

 

Agora, conforme explica Marun, a entidade espera que as operadoras retomem o contato com as suas impressões e possibilidades acerca das reivindicações. A Comissão Estadual de Negociação continuará o intenso trabalho em prol dos interesses médicos, defendendo a classe e buscando avanços na remuneração.

Please reload

Destaque

COVID-19: Lave bem as mãos (e alimente-se melhor!)

April 1, 2020

1/10
Please reload

Posts relacionados

March 10, 2020

February 28, 2020

February 21, 2020

Please reload

Arquivo