top of page

Tratamento da apneia do sono com CPAP e acompanhamento por Telemedicina: desafios e possibilidades



Não há dúvidas de que o CPAP é um excelente tratamento para tratar a apneia obstrutiva do sono e melhorar a qualidade do descanso e da sonolência, aliviando dores de cabeça matinais, cansaço e dificuldade de concentração. A apneia do sono é uma doença prevalente – 30% dos indivíduos adultos de São Paulo apresentam essa condição, porém o tratamento enfrenta alguns desafios, como a dificuldade de adesão dos pacientes ao uso do CPAP.

A população vítima desse problema precisa querer utilizar o aparelho, mas os profissionais da saúde têm papel fundamental no acompanhamento atuante da terapia, tanto presencialmente quanto à distância por telemedicina.

Na live "Como avaliar a adesão ao CPAP por Telemedicina?", em 18 de agosto, a Associação Paulista de Medicina (APM) traz duas convidadas para discutir as possíveis soluções para melhorar a adaptação a esse aparelho e o protocolo realizado em tempos de pandemia. Entre 19h e 20h, a coordenadora Andrea Toscanini, especialista em Medicina do Sono, e a palestrante Tatiana Vidigal, otorrinolaringologista e médica do sono da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), irão abordar as principais situações clínicas do dia a dia, as maiores dificuldades encontradas pelos pacientes e como o acompanhamento por telemedicina pode ajudar.

"Vamos falar, principalmente, sobre como utilizar o  acompanhamento dos pacientes que usam CPAP utilizando a Telemedicina a favor do médico e do paciente. Iremos comentar sobre uma nova diretriz que aborda o melhor acompanhamento do CPAP: presencial ou por telemonitoramento", conta a dra. Tatiana Vidigal.

A reunião terá uma sessão de aproximadamente quarenta minutos e depois será aberta para perguntas do público. Médicos do sono, médicos de outras especialidades, fisioterapeutas e profissionais da saúde habilitados em distúrbios do sono estão convidados a participar.

Associação Paulista de Medicina (APM)

Data: 18 de agosto

Horário: 19h às 20h

60 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page