Sleep Talks: o impacto da pandemia no ritmo do organismo



O relógio circadiano coordena os ritmos biológicos e comportamentais humanos, com influência sobre o sono e qualidade de vida em geral. Para debater como o relógio está intimamente ligado às alterações sentidas pela população durante o isolamento social, a Associação Paulista de Medicina (APM) promove mais um encontro da série Sleep Talks.

Em 29 de setembro, às 19h, a live “Dicas para dormir melhor ajustando o relógio circadiano” contará com a participação do dr. Maurício Bagnato, 1° secretário do Comitê de Sono da APM.

O relógio em questão é sincronizado, principalmente, com a luz solar. Outros elementos também interferem, como o horário do trabalho ou de alimentação, mas, de forma geral, é a luz natural quem comanda seu bom funcionamento.

“O que aconteceu na pandemia é que as pessoas estão dormindo e levantando mais tarde. Além disso, o contato excessivo com a luz artificial do computador e menos com a do Sol provoca atrasos no organismo”, afirma Bagnato. Entre os possíveis efeitos desse desequilíbrio, está o aumento de peso, maior risco de problemas cardiovasculares e desenvolvimento de transtornos psicológicos.

“Nesses tempos de crise, percebemos muitas mudanças no sono, na digestão, na renovação das células, enfim. Traremos uma visão ampla sobre a qualidade de vida das pessoas”, explica o especialista.

Ao longo do debate, o convidado elucidará os principais aspectos sobre o tema, com base em evidências científicas e em constante troca com a coordenadora Andrea Toscanini. Voltada para médicos do sono e de outras especialidades, a live será realizada através do Instagram da APM @apmestadual.

Associação Paulista de Medicina (APM)

Data: 29 de setembro

Horário: 19h

Mais informações: http://associacaopaulistamedicina.org.br/

5 visualizações0 comentário