Obras do novo edifício da APM estão concluídas; inauguração será no dia 8 de junho


O novo prédio da Associação Paulista de Medicina – localizado no terreno do antigo estacionamento da entidade, na Rua Francisca Miquelina – já está pronto e será oficialmente inaugurado no próximo dia 8 de junho, às 19 horas. A obra iniciada em maio de 2016 também já está 100% paga, com recursos próprios da APM.

O prédio recebeu o nome de “Edifício Dr. Florisval Meinão”, como justa homenagem ao ex-presidente e atual diretor Administrativo da Associação. Isso porque, quando Meinão assumiu a presidência da entidade, no fim de 2011, a APM estava próxima da insolvência e corria alto risco financeiro. A relação entre despesas e receitas estava em 98% e a extinção da Lei do Selo Médico deixara uma previsão de déficit de R$ 2 milhões para 2012.

O quadro extremamente preocupante motivou medidas urgentes e estruturadas para recuperar eventuais prejuízos. A intervenção trouxe frutos de imediato e já naquele ano, o resultado foi um superávit de R$ 1 milhão. De 2012 para cá, os gastos passaram a ser bem controlados, e a cada ano a APM foi conquistando resultados operacionais melhores, atingindo um considerável superávit no período, que possibilitou a realização de uma série de atividades em prol dos médicos, além da construção do novo edifício sem a necessidade de recorrer a financiamentos.

Além disso, entre o fim de 2011 e o início de 2012, a Associação Paulista de Medicina corria o risco de perder seu terreno da Rua Francisca Miquelina, onde funcionava o estacionamento. Isso porque a Prefeitura de São Paulo julgava a área subutilizada e notificou a APM. Sendo assim, a diretoria de Meinão teve a atitude corajosa e ágil de propor a construção de um novo prédio no local, de maneira a manter o terreno e aumentar o patrimônio dos médicos paulistas e o fluxo de receitas para a Associação, contribuindo para sua autossustentabilidade futura.

Construção

O edifício de 22 andares, além de cobertura com piscina, salão de festas e academia, possui sete andares destinados a estacionamento, uma sala no andar térreo e 15 andares com 117 apartamentos residenciais, de 30 a 40 metros quadrados. Desses, 67 já estão prontos para serem locados, com armários planejados, cooktops etc.

Por meio de licitação, a Associação Paulista de Medicina já contratou a empresa HFlex para realizar a manutenção do prédio e a locação das unidades. Já o edifício garagem será administrado pela empresa Multipark, que também ofereceu as melhores condições comerciais à Associação em concorrência de mercado.


0 visualização

(11) 3871-2331 | 3873-6083  

 3562-0088 | 99911-8117

Av. Pompéia, 634

Cj. 401 - São Paulo