top of page

Simpósio democratiza o conhecimento sobre uso da inteligência artificial e da robótica na cirurgia


O Capítulo São Paulo do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, CBC-SP, realizou o II Simpósio 4.0 – Tecnologia e Medicina, em 13 de maio. Foi presencial, no auditório da Associação Paulista de Medicina, com mais de quatro horas de conteúdo rico e relevante.


“Abordamos cirurgia robótica, inteligência artificial, novos medicamentos no tratamento do refluxo e da úlcera. Tudo o que há de mais novo, de mais tecnológico na nossa área”, conta o TCBC Elias Jirjoss Ilias.


Rubens Antonio Aissar Sallum, Vitório Luís Kemp, Arceu Scavanini, Diego Garcia, Murched Omar Taha e outros renomados especialistas ministraram aulas. Houve ainda uma simulação para enriquecer o treinamento e o desenvolvimento da arte em procedimentos cirúrgicos.


“Juntos, debatemos o papel da simulação na cirurgia. Antigamente, quando eu me formei em Medicina, precisávamos aprender a fazer, por exemplo, uma traqueostomia. Como eram poucos estudantes, o treinamento era feito com pacientes e acompanhado por um professor. Hoje, as faculdades contam com milhares de alunos – e não é possível encontrar milhares de pacientes para uma traqueostomia. O que se deve fazer? Treinar em bonecos, simular o procedimento em vídeo”, pondera o dr. Elias.


Médicos, residentes e acadêmicos presentes tiveram a oportunidade de se atualizar em campos como trauma e coloproctologia, entrando em contato com novidades tecnológicas comprovadamente eficazes para o bom desfecho das cirurgias.


Lígia Villalva Gaddoni, do 5º ano de Medicina do Centro Universitário Claretiano de Rio Claro/SP diz que o simpósio foi excepcional em termos de conhecimento, além de elogiar particularmente a oportunidade de aprender sobre a técnica de pressão negativa no abdômen aberto:


“Tivemos uma imersão na complexidade da cirurgia robótica. Fiquei realmente fascinada. Esse foi o primeiro curso presencial do CBC que participei; foi tão fantástico que me fez querer mais ainda fazer parte desse mundo da Cirurgia Geral”.


Realmente o interesse do público foi marcante, em especial quanto às implicações da inteligência artificial na cirurgia. Os organizadores chegaram a extrapolar o horário de encerramento, a princípio às 13h, para não interromper a discussão de altíssimo nível.


“Foi um evento de extrema importância por tratar de um tema atual e em ascensão, avalia a TCBC Regina Clemente Martins Mendes, cirurgiã geral e do aparelho digestivo. “Precisamos encontrar um equilíbrio entre o novo e o velho, evoluir em tecnologia sem deixar de considerar a propedêutica cirúrgica. Não há como não se envolver porque o progresso bate a porta . Precisamos ser orientados principalmente em como iniciar o treinamento de robótica e que seja um recurso disponível tanto aos mais jovens quanto aos cirurgiões mais experientes. É algo que só poderia ser feito mesmo pelo Colégio Brasileiro de Cirurgiões”.


Apoiado pelo American College of Surgeons (ACS), pela Associação Paulista de Medicina (APM) e pela Associação Brasileira de Ligas Acadêmicas (ABLAC), o encontro teve mais de 130 inscritos; colegas de vários pontos do estado de São Paulo e também de outros estados, como Goiás, Tocantins, entre outros.


“Uma rodada de discussões de qualidade e conteúdo elevado. Os colegas travaram uma polêmica construtiva, robusta, proporcionando uma troca de experiências incrível entre professores, cirurgiões, residentes e alunos de Medicina”, comenta o TCBC Ramiro Colleoni Neto, diretor de Publicações do CBC e presidente do Capitulo do Brasil do American College of Surgeons.


Por fim, o testemunho de mais uma participante, Kaliny Batista de Oliveira, do 11º período de Medicina da ITPAC Porto Nacional, Tocantins.


“Considero uma grande honra participar do Simpósio de Cirurgia 4.0 em São Paulo. Foi uma oportunidade excepcional para os futuros médicos, inclusive porque a taxa de inscrição foi irrisória quando levado em conta o conhecimento compartilhado no evento. Registro meu encantamento em ouvir palestras de brilhantes cirurgiões, trazendo informações inovadoras para reflexão e protagonismo de cada um de nós da área médica.”

9 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page