O papel da reposição hormonal no bem-estar das mulheres

Durante climatério, fogachos, irregularidades no ciclo menstrual, problemas urogenitais e transtornos psicológicos são algumas das reclamações nos consultórios; TH pode amenizar



“O climatério, fase de transição entre o período reprodutivo e o não reprodutivo da mulher, pode ser extremamente sintomático, com piora da qualidade de vida dessas mulheres”, afirma Giuliano Tavares Tosello, presidente da Regional da Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (SOGESP) de Presidente Prudente. Segundo ele e os principais especialistas da área, é justamente nesse intervalo de tempo que a população feminina exige cuidados ainda mais atentos – e os médicos, concomitantemente, precisam estar atualizados às maneiras de proporcionar o bem-estar.

No Webinar Regional de Presidente Prudente #1 – TH na prática, em 26 de outubro, às 20h, o presidente e também coordenador do debate alerta para os benefícios da terapia com reposição hormonal. “Esse é um assunto de caráter prática no dia a dia do ginecologista. Vamos mostrar como realizar esse tipo de tratamento com eficácia a fim de melhorar os sintomas das mulheres no climatério e na menopausa, bem como saber lidar com os possíveis efeitos colaterais”, explica.

De acordo com uma revisão sistemática do instituto Cochrane, pacientes com onda de calor e sudorese noturna que utilizaram terapia hormonal tiveram uma redução de 75% e 87% na severidade desses sintomas. Os fogachos são a reclamação mais frequente, afetando quase 80% da população feminina.

Por isso, o objetivo da discussão é atingir não apenas ginecologistas e obstetras, mas também médicos de outras especialidades envolvidas na saúda da mulher e aqueles que atuam em unidades básicas de saúde e programas de saúde familiares.

A partir da exposição de casos clínicos, os convidados e experts na área tratarão do tema em uma dinâmica interativa com os participantes. Além de Tosello, estarão presentes: Rogério Cesar Bocardo, membro do Grupo de Ginecologia Endócrina da Faculdade de Medicina de Jundiaí (FMJ); Rogério Bonassi Machado, coordenador científico de Ginecologia da SOGESP; e Waldir Pereira Modotti, especialista em Endoscopia Ginecológica pela Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO).

“Traremos um Webinar bem prático, voltado para a rotina do profissional. Convido ainda alunos de Medicina e residentes que tem como foco a saúde da mulher para que, desde o início, tenham contato com informações atualizadas e essenciais para a prática médica”, finaliza Tosello.

Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (SOGESP)

Data: 26 de outubro

Horário: 20h

Saiba mais em: https://www.sogesp.com.br/

8 visualizações

(11) 3871-2331 | 3873-6083  

 3562-0088 | 99911-8117

Av. Pompéia, 634

Cj. 401 - São Paulo